Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Gavião-carijo -- Rupornis magnirostris (Gmelin, 1788)

                                                                               RESUMO : O   gavião-carijó   ( Buteo magnirostris   ou   Rupornis magnirostris ) também é conhecido pelos nomes de anajé, gavião-indaié, inajé, ripino, indaié e pega-pinto.  É  um  gavião   da família dos  acipitrídeos,  encontrado em diferentes ambientes, ocorrendo do  México    à Argentina  e em todo o  Brasil. A espécie possui cerca de 36 cm de comprimento, com plumagem variando de cinza a marrom e negro nas partes superiores, peito cinza, asas com base das primárias ferrugíneas, partes inferiores barradas de canela, cauda com quatro ou cinco faixas escuras, ceroma, íris e tarsos amarelos. Alimenta-se geralmente de insetos e aranhas, além de pequenos vertebrados. No Brasil é a espécie de gavião mais abundante. O gavião-carijó vive em casais que constroem ninhos com cerca de meio metro de diâmetro no topo de árvores. A postura de em média 2 ovos é depositada sobre um revestimento de folh

Sanhaçu-papa-laranja.Pipraeidea bonariensis (Gmelin, 1789)

SE ALIMENTANDO COM  VERDEJO                                                                                RESUMO: O sanhaçu-papa-laranja é uma ave Passeriforme da família Thraupidae. Também conhecida como sanhaçu-amarelo, sairão(Santa Catarina) e papa-ameixa. Mede  18 cm de comprimento. Pássaro com colorido berrante, as fêmeas são pardo-esverdeadas; os jovens tem o alto da cabeça azulada e o peito e o abdome amarelados. : www.wikiaves.com.br Bando de sanhaçu papa-laranja ''Aqui em casa tem algumas árvores que são conhecidas popularmente  por``murta´´,não sei o nome científico, mas abaixo deixarei uma foto de suas frutinhas.  É incrível a quantidade, e variedade  de aves que nela vem se alimentarem. Pássaro frugívoro, também observado  comendo folhas de mamão,e chuchu... LOCAL DAS FOTOS:    Arroio do Moinho 1º  Canguçu RS                                                        ESTADO DE CONSERVAÇÃO:        Pouco preocupante

Azulão-Cyanoloxia brissonii (Lichtenstein, 1823)

RESUMO:      O azulão é uma ave passeriforme    da família cardinalidae. Também conhecida pelos nomes de azulão-bicudo, azulão do nordeste, azulão-do-sol, azulão verdadeiro, guarundi-azul, gurandi-azul, gurundi-azul e tiatã.                                              Existem  no brasil 3 subspecies de Azulão:                                                             Cyanoloxia brissonnii                                                             Cyanoloxia brissonnii sterea                                                                Cyanoloxia brissonnii argentinas    www.wikiaves.com.br O azulão mede aproximadamente 15 cm de comprimento. O macho possui plumagem  totalmente azul-escura quando adulto, com a fronte, sobrancelhas e coberteiras superiores das asas azuis-brilhantes. A fêmea e os imaturos são marrons-pardos. Está ave é territorialista, não é possível vê-las em bando. Caso exista um casal em devida localização, só será possível encontrar o

Guaracava-de-bico-curto . elaenia parvirostris (Pelzeln, 1868 )

      Foto:  não consegui uma foto boa desta espécie,tinha apenas um vídeo feito a algum tempo atras. Achei que iria visualizar ela mais vezes mais não tive muita sorte!    Fiz um corte no vídeo. Este gênero ''Elaenia sp'' é um dos gêneros de maior dificuldade na identificação,pois são todas aves com cores cinzas sem muitos detalhes. Ave migratória,aqui no sul só é visível no verão,depois  desaparece! A gravação da vocalização é o único meio seguro de identifica-las. Sendo que muitas vezes também poderá apresentar dúvidas, e neste caso o melhor a fazer é pedir ajuda a   observadores com certo estudo ou  com mais experiência de campo. Neste dia das fotos também gravei seu canto! GÊNEROS ELAENIA  PELO BRASIL: E. spectabilis E.flavogaster E.parvirostris E.mesuleuca E,albiceps E.cristata E.OBSCURA E.chiriquensis E.ruficeps E.PELZELNI E.olivina E.ridleyana Aqui em canguçu registrei até agora o sp ELAENIA MESULEUCA  o (tuque) ,

Saíra preciosa fêmea -tangara preciosa (Cabanis, 1850)

                                                              SAÍRA, FÊMEA.. A saíra-preciosa mede aproximadamente 15 cm de comprimento. Apresenta dimorfismo sexual : o macho possui cabeça, pescoço, crisso e dorso marrons, garganta, peito e barriga turquesa, rêmiges e rectrizes azul-claras; as fêmeas possuem coloração mais opaca. Em ambos, o bico  é preto e há uma faixa negra circundando os olhos. Os juvenis são pardos com cauda esverdeada. wikipédia "Pássaro muito lindo,tem uma riqueza de cores incrível! Num domingo pela manhã saí pra conseguir alguns registros de jacuaçu, e  me deparei com um pequeno bando de saíras preciosas se alimentando em um pé de molho (espinho que larga uma gosma grudenta quando esta seco!) Consegui uma foto do macho, e também da fêmea!" LOCAL DA FOTO:     Arroio do Moinho Canguçu RS Em uma saída que dei num domingo pela manhã,encontrei várias delas se alimentando num espinheiro que  ESTADO DE CONSERVAÇÃO:                       

Fim-fim euphonia chlorotica (Linnaeus, 1776)

                                                                                 Resumo:     Mede 9,5 centímetros de comprimento e pesa cerca de 8 gramas (macho). É uma das espécies mais conhecidas do gênero Euphonia. Além do colorido do macho, outra característica marcante nessa ave é o canto assobiado, usado para contato entre o grupo e origem dos nomes comuns. Sua voz pode ser facilmente reconhecida: “di-di”, “vi-vi”, “vem-vem” ou “fi-fi” (chamada de ambos os sexos). O canto é fraco, chilreado rápido podendo lembrar o de um pintassilgo  . Também imitam outras aves. Macho e fêmea chamam-se nas andanças pela mata. À distância, pode ser confundido com um dos chamados do risadinha , quando faz fi-fi. A fêmea é verde-olivácea, de fronte amarelada e ventre esbranquiçado. É interessante notar que a fêmea possui um canto elaborado também, além do “fi-fi”. Frugívoro. Geralmente pousa ao lado de um cacho de frutos e os ingere um após o outro. As sementes ingeridas passam inta