Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Corujinha - do -mato *** Megascops choliba (Vieillot, 1817)

Clique nas imagens para visualizar em tamanho grande RESUMO: A corujinha do mato é uma ave Strigiforme da família Strigidae. Também conhecida como coruja-do-mato ou caburé de orelha (RN/PB). Seu chamado mais característico é um piar acelerado ascendente, emitido com grande frequência no escureçer aproximadamente lá pelas 19:00 20:30horas, mas também é ouvida de madrugada como da 0:00 a 1:00 h. Imitado costuma se aproximar da fonte ou responde com mais intensidade . Menor que a coruja buraqueira, medindo cerca de 20, a 22 cm. Destacam-se em sua silhueta duas ''orelhas'' nos lados da cabeça. Os olhos são amarelados destacados na parte cinza clara contornado com negro externamente.Peitos cinzas com rajados escuros e verticais sobre finas listras transversais. Dorso cinza amarronzado com bolas e rajas escuras. O juvenil sem as ''orelhas'' e os riscos escuros na plumagem como em outras corujas, aparece uma variação natural de exemplares adultos

Mariquita - Setophaga pitiayumi (Vieillot, 1817)

Clique nas imagens para visualizar em tamanho grande                                                                         RESUMO: A mariquita é uma ave  passeriforme da família Parulidae. Conhecida também como figuinha - baiana(Minas Gerais), vira-folhas (Rio de Janeiro) e mariquita-do-sul. Apresenta um comprimento de 10 centímetros, e um peso de 7,5 gramas. O colorido é espetacular, pelo contraste entre o  amarelo vivo da  região ventral (alaranjado no peito e cinza azulado das costas). A área ao redor dos olhos é negra e chama a atenção, bem como as duas faixas brancas nas asas e o branco nas penas externas da cauda.  Também possui o crisso branco e mandíbula de coloração clara.  No meio das costas apresenta uma área triangular esverdeada, visível sobre excelente visualização e quando a ave apresenta este local em suas cambalhotas na busca de alimentação.  Fonte:  www.wikiaves ESTADO DE CONSERVAÇÃO:   Pouco preocupante

Pomba-do-orvalho *** Patagioenas maculosa (Temminck, 1813)

Clique nas imagens para visualizar em tamanho grande                                                                           RESUMO: A pomba-do-orvalho é uma ave columbiforme da família Columbidae. Apresenta coloração geral cinza escura, íris clara e extremidades das coberteiras superiores das asas brancas. Ocorre do Sul do Peru a Argentina, Uruguai e Brasil. Em território Brasileiro foi registrada apenas no Estado do Rio Grande do Sul (Belton, 1994), e Paraná (Anjos e Graf 1993). Fonte: www.wikiaves.com.br Esta ave tem pouquíssimos registros no wikiaves, e os que tem foram feito aqui no RS. Pelo que percebi elas vem do lado da Argentina, Uruguai.... Espécie nova para mim, nunca havia observado aqui por Canguçu RS.   Apareceram em 27 de julho 2014  no final da colheita do milho.  No início muitas juruti-pupu, pombão-carijó e agora alguma delas. Esta ave encontra-se ainda com poucas informações, mas acredito que seus hábitos alimentares sejam semelhantes ao pombão carijó.

Arapaçu-grande *** Dendrocolaptes platyrostris Spix, 1825

NIKON COOLPIX P 510 42 X RESUMO: O arapaçu-grande é uma ave passeriforme da família Dendrocolaptidae. Também conhecido como arapaçu-de-bico-reto(PE), corre-pau, cotia-de-pau(MG), subideira, trepadeira e tarasca. Fonte: www.wikiaves.com.br Ave muito parecida com o arapaçu-escamado-do-sul ao meu ver, só que um pouco maior. Mede cerca de 26 centímetros, e o arapaçu-escamado-do-sul mede 19 centímetros. Existe uma infinidade deles, como o assobiador, barrado, bico-curvo, bico-comprido, bico-branco, enfim, vários... Ave bem difícil de se registrar devido ao fato de estão sempre em movimento, catando insetos, larvas... nas cascas das árvores. Na foto pode ser observado que como as outras aves (pica-paus) também tem as penas da cauda com pontas na qual cravam na madeira e utilizam como um apoio, (terceira pata). Local das  fotos: Arroio do Moinho 1º Canguçu RS ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Pouco preocupante