Pular para o conteúdo principal

Marreca - Irerê ***Dendrocygna viduata (Linnaeus, 1766) ( marrecão, paturi...)

clique nas imagens para ampliar

Resumo:
Popularmente é conhecida Brasil afora com diversos nomes, como irerê, assobiadeira, chega-e-vira, marreca-apaí, apaí, marreca-do-pará, marreca-piadeira, piadeira, marreca-viúva, apaleí, arerei, assoviadeira, chega-vira-e-sobe, cuchacha, marreca-do-paraná, marreca-piadeirinha, marreca-viúva-de-são-pedro, pato-coral, paturia, paturi, piadeira-branca e viuvinha-do-leste.
Dendrocygna viduata é uma espécie de marreca  encontrada na África tropical, nas  Antilhas s e na América do Sul.  Tais aves medem cerca de 44 centímetros de comprimento e têm plumagemem máscara, calça e luva brancas, nuca e asas negras, flancos listrados, bicos e pés plúmbeos.
A ave, que comumente é chamada irerê, pertencente à ordemAnseriforme   e família Anatidae   é também é conhecido como paturi, marrecão (Rio Grande do Sul) e siriri ou marreca-viúva (Paraíba). Na fauna nacional, podemos citar o D. viduata como um dos patos mais conhecidos, tanto por sua beleza ou pela sua característica de se aproximar muito das áreas urbanizadas, além do seu canto típico e incomparável.
Ave encontrada nos parques públicos de Curitiba. Ha registros do irerê no Zoológico Municipal  do Iguaçu feito pelo fotógrafo Marcelo Villegas.
Suas características físicas os deixam claramente reconhecíveis. A face apresenta uma máscara branca que contrasta com o pescoço negro e bico cor de chumbo. Sua penugem peitoral é em castanho, enquanto que o restante do corpo é estriado em branco e preto por listras finas. Em voo nota-se suas asas escuras na região ventral.
Com relação à alimentação, assim como os outros patos e marrecos, este também se alimenta basicamente de plantas aquáticas e gramíneas das margens de lagos, enriquecendo sua alimentação ocasionalmente com invertebrados aquáticos, pequenos peixes e girinos. Os hábitos do D. viduata o permitem viver em qualquer corpo d’água ao longo de toda sua distribuição geográfica, que vai da Argentina até a América Central.  Curiosamente esta espécie pode ser avistada também na África Ocidental.na
Em época reprodutiva, constrói o seu ninho no solo, pondo entre 8 a 14 ovos, e o macho pode em alguns momentos ajudar a chocá-los. Quando eclodidos, ambos cuidam dos filhotes.
Por ser uma ave que se aproxima sem medo das zonas urbanizadas, podem também ser encontradas em lagos poluídos. Sua atividade aumenta no período crepuscular e à noite, quando não é raro escutar o seu piado, principalmente quando estão sobrevoando em grandes bandos, durante a migração (podem formar um bando de várias dezenas de indivíduos, principalmente na migração sazonal).wikipédia.
Local dos registros: Parque das aves, Foz do Iguaçu
 "Esta ave eu particularmente não observei ainda por aqui, mas ocorre bem perto em regiões mais alagadas como Pelotas, Rio Grande ,Arroio Grande..pelo que pude perceber em fotos de amigos meus moradores destas regiões. Assim que der quero sair a campo para ver se consigo registrá-la no seu habitat natural."
Estado de conservação:   Pouco preocupante

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que o urubu fica horas pousado com as asas abertas?

Pessoal eu cheguei nesta mesma pergunta!! A um tempinho já que este comportamento vem me a cutucar a curiosidade.  E como sou curioso por demais fui atras de informações sobre este comportamento .  Conversando com um, com outro, cada um tinha uma opinião. Alguns mais antigos, como pais,  avós, tinham suas crenças, e todas relacionadas ao tempo. Segundo eles, quando estão  assim, vem chuva , ou estão com calor, igual as galinhas, que também abrem as asas quando esta muito quente.   Mas será que tem algum sentido esta teoria deles?  Eu tirei minhas próprias conclusões a respeito, e já que no momento não achei nada específico sobre o assunto arrisquei alguns palpites! " Lembrando que são apenas especulações sobre o fato."  A ave esta  marcando o seu território; talvez mostrando alguma  agressividade a outras aves que passam perto. Recarregando suas baterias ,ou refrescando-se. Muitas aves necessitam de um aquecimento para iniciarem suas atividades

(FALHA)Plantei sementes de acácia imperial mas nasceram cafezinho do mato!!

  Em uma de minhas idas a Pelotas RS, aqui pertinho me deparei com esta magnifica árvore,(imagem  wikipédia) muito linda,  carregada em flores.  Era em uma repartição pública, tinha ido acompanhar minha esposa em serviços burocráticos. Como nunca tinha visto algo assim, e sou muito curioso, fui logo tentar me informar com o guarda; se sabia da espécie, foi aí que me contou que várias pessoas levavam vagens para tentar fazer mudas. Fiquei muito interessado e recolhi algumas vagens também pra tentar fazer algumas mudas.                                                              Bem, vamos lá! Pesquisando na net descobri que as sementes tem a casca muito dura, e seria necessário romper a camada mais dura da semente, para a água poder chegar no núcleo e assim germinar. As sementes além de duras estão protegidas por uma camada de resina, e o cheiro é muito agradável. Estão aí as sementinhas 35,36 parece... Bom o segredo é romper a casca mais dura, para isso usei o es

Ninho de guache *** Cacicus haemorrhous (Linnaeus, 1766)

 A foto não ficou das melhores, mas da para se ter uma noção de como eles fazem o ninho. Mesmo estilo do tecelão, veja bem abaixo na pág.                                  Acredito que sejam parentes próximos, pois o bico os olhos as manchas nas penas são bem peculiares.                         *Acima os donos e seus respectivos ninhos, abaixo o ninho do tecelão. Ninho de tecelão tecelão                                              Observe como as aves são parecidas! LOCAL DAS FOTOS:  Guache  Cacicus haemorrhous : Foz do Iguaçu                                       Tecelão Cacicus chrysopterus : Arroio do Moinho Canguçu.