Pular para o conteúdo principal

Socozinho *** Butorides striata (Linnaeus, 1758) -Striated Heron-

socozinho (Butorides striatus) é uma espécie de socó   com ampla distribuição nas áreas alagadas das Américas e em grande parte do mundo. Tal espécie chega a medir até 36 centímetros comprimento, possuindo capuz e topete nucal negros, pescoço acinzentado, peito com estrias ferrugem, dorso estriado de marrom, pernas amarelas e curtas. Também é conhecida pelos nomes de ana-velhagarça-socoímaria-molesocó-boisocó-criminososocó-estudante,socoísocó-mijãosocó-mirim e socó-tripa.

É uma ave aquática muito comum em áreas alagadas. Geralmente, nidifica solitário, podendo associar-se a outros indivíduos no período de reprodução, formando colônias de nidificação.
Um estudo investigou a sua nidificação em uma área alagável no município de Porto Esperidião,  no estado brasileiro do Mato Grosso: foram observados os números de ninhos/ovos, distribuição espacial, período de incubação e biometria dos ovos. Foram realizadas visitas semanais à área de estudo nos meses de dezembro/2003 a março/2004. Os dados foram coletados através da observação visual e de mensurações métricas das dimensões e altura dos ninhos, bem como o status(confecção, postura, incubação e desativado). A atividade colonial reprodutiva da espécie em estudo teve início no mês de dezembro/2003, sendo período de maior atividade reprodutiva registrado no mês de março/2004, com total de 58 ninhos. Foram registrados um total de 119 ovos, sendo a média de 2,0 por ninho. Os ninhos localizaram-se a uma altura média de 2,6 metros (mínimo de 0,9 centímetros e máximo de 3,6 metros). A distância média entre os ninhos foi de 1,4 metros, sendo a distribuição espacial de cada ninho distinta, não ocorrendo uniformidade no extrato vegetal ocupado. Cada parental apresentava uma tolerância relativa à aproximação de outros indivíduos da espécie, podendo variar de 15 a 30 centímetros do ninho. O período de incubação durou, em média, 26,5 dias. Na colônia reprodutiva, observaram-se diferentes níveis de desenvolvimento: desde ninhos em estágio de confecção até indivíduos jovens prestes a voar. Os indivíduos imaturos deixaram os ninhos por volta do vigésimo oitavo dia após o nascimento.
Local do registro: Arroio do Moinho 1º Canguçu RS


ESTADO DE CONSERVAÇÃO:   Pouco preocupante

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Por que o urubu fica horas pousado com as asas abertas?

Pessoal eu cheguei nesta mesma pergunta!! A um tempinho já que este comportamento vem me a cutucar a curiosidade.  E como sou curioso por demais fui atras de informações sobre este comportamento .  Conversando com um, com outro, cada um tinha uma opinião. Alguns mais antigos, como pais,  avós, tinham suas crenças, e todas relacionadas ao tempo. Segundo eles, quando estão  assim, vem chuva , ou estão com calor, igual as galinhas, que também abrem as asas quando esta muito quente.   Mas será que tem algum sentido esta teoria deles?  Eu tirei minhas próprias conclusões a respeito, e já que no momento não achei nada específico sobre o assunto arrisquei alguns palpites! " Lembrando que são apenas especulações sobre o fato."  A ave esta  marcando o seu território; talvez mostrando alguma  agressividade a outras aves que passam perto. Recarregando suas baterias ,ou refrescando-se. Muitas aves necessitam de um aquecimento para iniciarem suas atividades

Veja como é o ninho e os ovos da pomba juriti-pu-pu*** Canguçu RS

 A autora deste ninho aí t em 29 centímetros de comprimento e pesa entre 160 e 215 gramas. Sua plumagem é marrom, com  peito  claro, cabeça cinzenta com alguns reflexos metálicos na nuca e alto dorso. Quando em voo é possivel notar uma coloraçao vermelho ferrugem em baixo das asas. Possui, ainda, uma coloração azulada ao redor dos olhos . Muito arisca logo voa e se esconde, sendo que na maioria das vezes notamos sua presença pelo canto característico que é melancólico e repetitivo: “pu… puuu”, cujo som deu origem a seu nome popular. Fonte: wikiaves Ajude o blog clicando em um anúncio! obg

(FALHA)Plantei sementes de acácia imperial mas nasceram cafezinho do mato!!

  Em uma de minhas idas a Pelotas RS, aqui pertinho me deparei com esta magnifica árvore,(imagem  wikipédia) muito linda,  carregada em flores.  Era em uma repartição pública, tinha ido acompanhar minha esposa em serviços burocráticos. Como nunca tinha visto algo assim, e sou muito curioso, fui logo tentar me informar com o guarda; se sabia da espécie, foi aí que me contou que várias pessoas levavam vagens para tentar fazer mudas. Fiquei muito interessado e recolhi algumas vagens também pra tentar fazer algumas mudas.                                                              Bem, vamos lá! Pesquisando na net descobri que as sementes tem a casca muito dura, e seria necessário romper a camada mais dura da semente, para a água poder chegar no núcleo e assim germinar. As sementes além de duras estão protegidas por uma camada de resina, e o cheiro é muito agradável. Estão aí as sementinhas 35,36 parece... Bom o segredo é romper a casca mais dura, para isso usei o es