Pular para o conteúdo principal

Postagens

Corujinha-do-mato *** Megascops choliba (Vieillot, 1817) (se alimentando de mariposas)

Clique na imagem para exibir tamanho grande RESUMO:  A corujinha-do-mato tem o seu   chamado mais característico  acelerado, ascendente, emitido com grande frequência no escurecer aproximadamente lá pelas 19:00 e 20:30, mas também é ouvida de madrugada como a 0:00 e 1:00. Imitado, costuma aproximar-se da fonte ou responde com mais intensidade. Menor do que a  coruja-buraqueira  , medindo entre 20 a 22 centímetros e pesando entre 97 e 160 gramas. Destacam-se em sua silhueta as duas “orelhas” nos lados da cabeça . Os olhos são amarelados destacados na face cinza clara, contornada por negro externamente. Peito cinza com rajados escuros e verticais sobre finas listras transversais. Dorso cinza amarronzado com bolas e rajas escuras. O juvenil sem as “orelhas” e os riscos escuros na plumagem. Como em outras corujas, aparece uma variação natural  de exemplares adultos com plumagem marrom avermelhada no lugar do cinza. Voa sem criar grandes turbulências, formadoras dos ruídos carac

Mergulhão pequeno - Tachybaptus dominicus (Linnaeus, 1766)

Clique na imagem para exibir tamanho grande RESUMO: Menor mergulhão do continente. De cor pardo-acinzentado com a garganta preta na época do acasalamento; asas com grande espelho   branco que chamam a atenção quando a ave arruma as penas ou voa; olhos amarelo-claros . Mede de 21 a 26 cm., pesando de 130 a 180 g. Também conhecido como mergulhão-pompom, o mergulhão-pequeno é uma ave aquática da família Podicipedidae. ALIMENTAÇÃO:     Alimenta-se   de peixes pequenos, alevinos, girinos e invertebrados diversos. Apanham o alimento geralmente sob a água em mergulhos que podem durar até 15 segundos. Come também algas e outras matérias vegetais. Fonte: wikiaves.com.br ''Ave não muito observada por mim por aqui, sendo que este registro foi meu único avistamento  da espécie. '' LOCAL DO REGISTRO:      Arroio do Moinho 1º Canguçu RS  ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Pouco preocupante

Tico-tico-rei (fêmea) Lanio cucullatus (Statius Muller, 1776)

Clique na imagem para visualizar em tamanho grande RESUMO:  Mede   cerca de 13,5cm, tem tamanho semelhante ao do pardal  , mas com coloração marrom escura na parte superior e vermelha nas partes inferiores e na cabeça, especialmente no macho, que apresenta uma coloração intensa e um topete vermelho com uma faixa negra. Ambos os sexos apresentam uma linha branca circundando os olhos. A coloração das fêmeas não tem tanto brilho e são mais pardacentas. O tico-tico-rei é uma ave  passeriforme  da família  Thraupidae. ''Ave muito comum por aqui, normalmente anda junto com tico-tico,tiziu e outros pequenos pássaros que gostam de sementes e frequentam capoeirais, capinsaiz, caponetes. O macho tem um lindo topete vermelho. Nunca  observei estas aves em mata fechada, preferem áreas abertas." LOCAL DO REGISTRO : Arroio o Moinho 1º Canguçu RS ESTADO DE CONSERVAÇÃO:     Pouco preocupante

Tucano-de-bico-verde *** ramphastus dicolorus- (linnaeus,1776) (desviando da cidade)

Clique na imagem para visualizar em tamanho grande                                                                                   RESUMO:  Tem cerca de 48 centímetros, boa parte correspondem ao bico. Pesa 320 g a 400 g. Apresenta papo amarelo e bico verde. O serrilhado do bico é bem desenvolvido e realçados pela cor vermelha sanguínea. É o único  Ramphastos  a apresentar um ângulo acentuado na base da mandíbula inferior. O tucano-de-bico-verde é uma ave  Piciforme  da família  Rambhastidae www.wikiaves.com.br O  tucano-de-bico-verde  ( Ramphastos dicolorus ) é uma espécie de tucano   nativa do  Brasil , Bolívia, Argentina e Paraguai.  Tais aves medem cerca de 48 centímetros de comprimento, possuindo, como o próprio nome popular indica, bico de cor verde, garganta e peito amarelos e barriga vermelha. Também podem ser conhecidos pelo nome de tucano-de-peito-vermelho. O tucano-de-bico-verde é encontrado nas regiões Sul e Sudeste do   Brasil, bem como no sul do estado de Goias  

Gavião-de-rabo-branco *** Geranoaetus albicaudatus (Vieillot, 1816)

Clique na imagem para visualizar em tamanho grande  RESUMO : Atinge 55 centímetros de comprimento. É um gavião grande podendo ser encontrado dentro de cidades. Constrói o  ninho  sobre árvores ou rochas com galhos secos. Pesa cerca de 950 a 980 gramas. Ave de rapina de porte compacto, com plumagem negro-acizentada, com exceção do entorno dos olhos, que é branco, e a cauda, que é branca e barrada de preto. Tem o bico negro-acinzentado e o cerume amarelado. O gavião-de-rabo-branco é uma ave  accipitriforme  da família Accipotridae . É conhecido também por curucuturi, gavião-branco, gavião-de-cauda-branca e gavião-fumaça. Fonte: www.wikiaves.com.br                                              *****IMPORTANTE***** Indivíduos com plumagem melânica O  melanismo  se consiste no aumento da produção de melanina, conferindo coloração mais escura ao indivíduo. Indivíduos melânicos se associam normalmente com outros indivíduos da mesma espécie, já que o melanismo não tra

Tucão - Elaenia obscura (d'Orbigny & Lafresnaye, 1837) '' Vários tons de plumagens''

Clique na imagem para visualizar em tamanho grande RESUMO:    O tucão é uma   ave Passeriforme da família Tyrannidae. Também conhecido por guaracava, guaracava-de-óculos,  guaracava, maria-tola e tonto.   Mede 18 cm de comprimento. Espécie silvestre de grande porte e com distinto anel periocular claro. Seu píleo baixo não apresenta cristas e tem duas barras amarelas nas asas. FONTE: www.wikiaves.com.br  Esta ave    é do gênero Elaenia sp, o mesmo gênero do tuque, guaracava-de-bico-curto, guaracava-grande, guaracava-de-barriga-amarela, enfim,   Este gênero Elaenia sp é sem dúvida os que tem mais aves ''parecidas'' de difícil identificação, por isto para ter certeza sempre gravo a vocalização, o que me ajudou muito nesta sp . Tive a chance de visualizá-la apenas duas vezes, uma na coxilha dos campos. 1º distrito de Canguçu RS,e a outra  foi feita aqui, (foto)Arroio do Moinho 1º Canguçu RS. Tem uma vocalização bem discreta , suave, quando esta tranq

Pia - cobra *** Geothlypis aequinoctialis (Gmelin, 17890)

Clique na imagem para visualizar em tamanho grande RESUMO :O pia-cobra é uma ave  passeriforme  da família  Parulidae.. Também conhecido popularmente como canário-sapé, vira-folhas, caga-sebo, curió-do-brejo (Minas Gerais) e pia-cobra -do-sul. O macho possui alto da cabeça cinza com uma máscara preta na região dos olhos, a fêmea tem as cores mais discretas e não possui a máscara preta. O pia-cobra possui aproximadamente 13,5 centímetros de comprimento e pesa 12 gramas. Alimenta-se de insetos, principalmente lagartas. LOCAL DOS REGISTROS:   São Lourenço do Sul RS RS     ''Esta ave eu particularmente não observei aqui em meu Município até o momento, os registros aqui presentes foram feitos na beirinha da lagoa dos patos na praia de São Loruenço do Sul RS. Ela tem dois tipos diferentes de vocalização. O canto que se tem mais registros no wikiaves é um canto estranho, mas o que eu ouvi no dia do registro esta abaixo no link.  Prefiro o segundo ,é um can

Tiriba-de-testa-vermelha-(bando) ***Pyrrhura frontalis (Vieillot, 1817)

Clique na imagem para visualizar em tamanho grande RESUMO:       Pyrrhura frontalis ,  popularmente conhecido como  tiriba ,  tiriva ,  tiribaí ,  tiribinha ,  fura-mato ,  periquito-tapuia ,  cara-suja  e  tiriba-de-testa-vermelha , é uma ave  florestal encontrada do estado brasi leiro da Bahia   ao estado do Rio Grande do Sul,  bem como no Uruguai, Paraguai e Argentina.  Tais aves chegam a medir até 27 cm de comprimento, com região auricular parda e face branca, fronte, abdome e inferior da cauda vermelhos. Mede cerca de 27 cm de comprimento. São verdes, inclusive as bochechas, com a zona auricular pardacenta. Fronte, abdômen   e face inferior da cauda de cor vermelho. Região perioftálmica  branca assim como a cara. Não possui diferenças externas aparentes entre machos e fêmeas.  Fonte: wikiaves.com.br e wikipédia. Local do registro:            Arroio do Moinho 1º Canguçu RS ''Eu tenho observado que esta ave vem se adaptando muito bem a perda de habitat, já que

Batuíra-de-coleira *** Charadrius collaris Vieillot, 1818

RESUMO: A Batuíra-de-coleira é uma ave   Charadriiforme  da família  .charadriidae. Também conhecida como Batuíra-da-costa. Chamado de manuelzinho-da-croa na obra  Grande Sertão - Veredas:  de Guimarães Rosa: Mede cerca de 15 cm de comprimento. O nome popular refere-se provavelmente a uma coleira   negra na parte mediana da plumagem. Aliás, visualmente, essa ave tem cores que pendem para o ferrugíneo nas partes superiores, sem branco na nuca. O bico  é preto e as pernas, altas, são róseas-claras. É localmente comum em praias arenosas de grandes rios, na orla marítima, lamaçais e, com menos freqüência, em campos com gramíneas baixas. Vive geralmente aos pares durante todo o ano, embora possa haver vários em uma mesma praia. Conhecida também como batuíra-da-costa em função de aparecer também na orla marítima, ela é avistada também longe da água. Até porque aprecia a vegetação pioneira. Fonte: www.wikiaves.com.br ''Esta avezinha muito simpática foi registrada aqu

Beija-flor-de-topete (fêmea) *** estephanoxis lalandi (vieillot, 1816)

Clique na imagem para visualizar em tamanho grande RESUMO: O beija-flor-de-topete é uma ave Apodiforme da família Trochilidae.  O  corre do Espirito Santo e Minas Gerais  ao Rio Grande do Sul.  Encontrado também no Paraguai e norte da Argentina Mede cerca de 5 cm, de comprimento. O macho adulto apresenta um topete verde com penacho comprido mais escuro, ventre cinza claro com uma mancha grande azul. Aves do Sul do Estado de São Paulo e para o sul apresentam topetes azuis.  ''Beija flor desconhecido pra mim, não conhecia até então  esta espécie.  Ha princípio só conseguia ouvir um canto fino que vinha do meio de capoeiras, macega... mas nunca conseguia visualizar o autor. Vários dias se passaram até que para minha surpresa encontrei os mesmos sons e percebi estes minúsculos,em uma tremenda festa em meio  um emaranhado de arbustos.   Provavelmente estavam no período reprodutivo, pois faziam altas perseguições , uns aos outros!   Agora sim  percebi os locais preferi

Gavião - do - banhado *** Circus buffoni (Gmelin, 1788)

Clique para ampliar RESUMO: O  gavião-do-banhado   ou   tartaranhão-do-brejo   ( Circus buffoni ) é é um gavião    paludícola da  família   Accipitridae .Também conhecida como gavião-do-alagado. Gavião em estado de extinção no sudeste do país pela perda de habitat.  Mede de 46 a 60 cm de comprimento. Inconfundível ave paludícola de asas e cauda extremamente compridas. ALIMENTAÇÃO : Caça anfíbios, mamíferos, pássaros chocando no ninho com seus ovos e filhotes e outros pequenos animais. Consta que consome ovos de outras aves voando sobre áreas úmidas paludosas como o gavião-cinza (Circus cinereus). Foi observado consumindo ovos da marreca-de-cabeça-preta (Heteronetta atricapilla). Até captura o quiriquiri (Falco sparverius) em áreas campestres, começando a devorá-lo pela cabeça. Caça em bandos esparsos (no caso 3) nos amplos banhados do Depto de Rocha. Planam a meia altura (de 1 a 5m), com movimentos de asa elegantes que serviam mais para corrigir o voo. Concentram-

Tiziu - (jovem) ***Volatinia jacarina (Linnaeus, 1766)

Clique nas imagens para ampliar RESUMO : O tiziu é uma ave passeriforme  da Família Traupidhae. . Conhecido também como tizirro, saltador, veludinho, papa-arroz, bate-estaca (Rio de Janeiro), serrador, serra-serra e alfaiate. Tem cerca de 11,5 centímetros de comprimento. O macho é todo preto com brilho azul-metálico, exceto por uma pequena mancha branca na parte inferior das asas. A fêmea é marrom-oliva na parte superior, amarelo-amarronzado na inferior, com o peito e laterais estriados de escuro. Fêmeas e imaturos são quase idênticos a várias outras espécies da família, especialmente às fêmeas dos papa-capins.  Fonte: www.wikiaves ''Esta foto dele pulando eu consegui depois de muito treino no modo manual, as primeiras sempre ficavam borradas, mas fui ajeitando o iso aqui, a velocidade do obturador exata, e consegui esta foto digna de uma câmera profissional. (Já que uso no blog uma semi) Ave jovem, quase adulta, tem umas peninhas brancas no pescoço ainda.

Trinta-réis-grande *** Phaetusa simplex (Gmelin, 1789)

Clique nas imagens para ampliar RESUMO: O Trinta-réis-grande é um  Charadriiforme  da família Sternidae.  Conhecido também como Alâ (nome indígena, Mato Grosso) e Gaivota. Tais aves chegam a medir até 43 cm de comprimento, com plumagem cinzenta,  asas   com típico desenho alvinegro, pele da face e garganta vermelhas e bico amarelo-limão. Sobrevoam rios e lagos  a procura   de peixes, mergulham verticalmente no ar, em direção à água, parando logo na superfície e voando em seguida com o peixe no bico. Fonte:www.wikiaves  ''Esta ave foi fotografada na praia de São Lourenço do Sul RS, Lagoa dos patos, sendo que pude observá-la sobrevoando a lagoa a meia altura, quando observa algum alimento desce rapidamente na água.'' Local do registro: São Lourenço Sul RS ESTADO DE CONSERVAÇÃO:    Pouco preocupante

Curutié - Certhiaxis cinnamomeus (Gmelin, 1788)

                                                                           RESUMO:  O curutié é uma ave  passseriforme  da família Furnariidae.  Conhecida por vários nomes populares, como: casaca-de-couro, cur uira-do- brejo, corrucheba. Geralmente o furnarídeo paludícola  mais freqüente. Tem o aspecto de um joão-teneném  de cauda longa bem rígida. As partes superiores pardo ferrugíneas, partes inferiores esbranquiçadas. Mento com uma manchinha amarelo-sulfúrea que pouco se destaca à distancia e não aparente nos indivíduos jovens. Mede cerca de 14 cm. Duro “krip”; estrofe monótona, dura e descendente terminalmente, lembrando a voz   da  sanã-parda  ( Laterallus melanophaius ), mas de menor volume (canto); o casal canta em dueto. Fonte:www.wikiaves ''Esta espécie de ave não é comum por aqui, este registro foi feito no Município vizinho de São Lourenço do Sul, na beirinha da praia, (Lagoa dos Patos) em meio aos juncais. Tive sorte em escutar seus sons que vinh

Codorna - amarela *** Nothura maculosa (Temminck, 1815)

Clique  nas imagens para visualizar em tamanho grande                                                                            RESUMO: A codorna-amarela é uma ave  tinamiforme   da família Tinamidae . Também conhecida como codorna, codorna-comum, codorniz ( Euler 1900 ), inhambuí, perdirzinho, perdiz e perdizinho. Tem cerca de 23 centímetros e pesa aproximadamente 300 gramas. Suas cores são camufladas, confundindo-a com o ambiente. Todas as suas partes primárias são marrons barradas de amarelo. Segundo informado na página 154 do livro Ornitologia Brasileira (Sick), o macho possui íris amarela e a fêmea possui íris pardo-laranja. Manifestações sonoras: emite pios curtos, em escala descendente: “pi, pi, pi, prrrrr”.                                                                                                              Possui oito subespécies:                                                    *Nothura maculosa maculosa                                    

Gavião-caramujeiro *** Rostrhamus sociabilis (Vieillot, 1817)

Clique  na imagen para visualizar em tamanho grande                                                                                  RESUMO: O gavião-caramujeiro é uma ave  accipitriforme  da família   Accipitridae . Conhecido também como caramujeiro e gavião-de-aruá (Amapá). Alimenta-se  quase exclusivamente de grandes caramujos aquáticos chamados aruás. Utiliza o bico curvo para retirar as partes moles dos caramujos, deixando cair a casca vazia. Captura os aruás executando um voo rasante sobre os pântanos, pegando-os no chão com apenas um dos pés e empoleirando-se para comer. Ocasionalmente, em algumas regiões, como no Pantanal de Mato Grosso e na Venezuela, alimenta-se também de pequenos caranguejos.  Fonte: www.wikiaves.com.br Foi muita sorte visualizar esta ave por aqui, creio que estava só de passagem, pois estava em um voo muito alto e bem veloz. Esta ave é mais comum nos Municípios vizinhos como Arroio Grande,Rio grande, Pelotas,enfim, que tem  sua geografia plana e

Cabecinha - castanha *** Pyrrhocoma ruficeps (Strickland, 1844)

Clique  nas imagens para visualizar em tamanho grande                                                                                                       RESUMO: Mede 14 cm de comprimento. Estrita à região este-meridional. Cabeça e garganta castanhas, fronte e área em torno do olho negros; resto da plumagem cinzento-xistácea. Fêmea verde oliva com píleo canela. Voz: fina e esganiçada “tzip” e estrofe que pode terminar em duas sílabas mais baixas e cheias, p. ex. “sip-sip-sip-ziü-ziüi” lembrando o canto do emberizíneo Arremon que é às vezes seu vizinho. É uma ave Passeriforme da família Thraupidae. Basicamente frugívora, também são vistas se alimentando de sementes.  Fonte: www.wikiaves ''Esta avezinha conheci agora, a poucos dias... ave muito difícil de se fotografar, estavam em um casal, mas quando notaram minha presença ficaram muito agitadas e não param quietas. Estas foram as melhores fotos que fiz.  São aves que frequentam a mata fechada, e vivem a meia a